Colcha de Retalhos

"O homem é um deus quando sonha e não passa de um mendigo quando pensa." Holderlin

Textos

Ligamentos
Ela cruzou a rua com cuidado. Alerta! Quase um passo em falso... Respirou fundo e continuou a travessia mergulhada na segurança do anonimato. Em algum momento, ousou navegar o olhar, compreender as faces, perceber-se em tudo ou em fragmentos, mas os olhos equilibrados em passos alheios não lhe forneciam espelhos.  Introverteu-se e mudou a rota...
Meio-fio, concreto, mar, porto... Cada meio-fio é uma imperceptível fronteira rotineira. Concreto. Todos os pensamentos dispersos escorrem para mar aberto, horizontes que iludem e encerram a liberdade em pedras saudosas de um cais interior. Concreto?
Inquietação. Em terra firme, sentiu a insegurança de quem carrega secretamente as lesões dos tombos inocentes, ao ressentir as rupturas e distensões que experimentou ao brincar de equilibrista em traiçoeiras guias. Quase um passo em falso... Acautelou-se nas sombras da experiência e prosseguiu...
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 30/01/2013
Alterado em 30/01/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Helena Sut). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras